Gerente do Rápido de Anápolis é levada à delegacia após ser acusada de agredir advogado

Profissional também alega que foi retirado à força do órgão após pedido da servidora, que diz que ele queria filmá-la sem autorização

Denilson Boaventura -
Profissional passou por corpo de delito e investigação do caso será tocada pelo 5º DP. (Foto: Reprodução)

A gerente do Rápido de Anápolis, Sônia Borges, foi levada à Delegacia-Geral na noite desta quarta-feira (02) após ser acusada de agredir o advogado Breno Valente.

O profissional relatou à Polícia Militar (PM), acionada no local, que teve o braço puxado e arranhado pela servidora. Afirmou também que ela tentou quebrar o aparelho celular dele e foi retirado à força do órgão por um funcionário.

Segundo Breno, esta ordem teria partido de Sônia após não ter conseguido êxito em tomar o celular dele. A gerente do Rápido, porém, disse aos policiais que o advogado queria filmá-la sem autorização.

O advogado, no entanto, justificou que só pegou o aparelho porque a servidora teria se negado a lhe dar uma declaração de comparecimento e ele precisava de comprovar que esteve lá.

Ressaltou que chegou ao órgão próximo de 14h45 e mesmo assim não conseguiu atendimento até às 18h, quando o Rápido costuma encerrar o expediente.

A Polícia Civil (PC) já ouviu os envolvidos. Breno passou por exame de corpo de delito e ficará a cargo do 5º DP dar andamento às investigações do caso.

Em nota enviada ao Portal 6, a Prefeitura de Anápolis informou que também apura as circunstâncias da confusão e que a gerente será afastada das funções no Rápido até o esclarecimento do episódio.

Confira na íntegra:

A Prefeitura de Anápolis informa que está apurando todas as informações referentes a este caso. Por ora, o que se sabe através do relato de servidores que presenciaram o fato é que, ao chegar no Rápido, o cidadão foi avisado de que não haveria senha para o atendimento que ele necessitava devido à lotação da unidade na data de hoje, pós-feriado. Ao receber a notícia de que não seria atendido, o cidadão teria procurado a gerente e, em dado momento da conversa, tentou filmá-la e foi impedido.

A Prefeitura reitera mais uma vez que preza pelo bom atendimento em todas as unidades, qualificando e capacitando com frequência os servidores. Ressalta ainda que o respeito mútuo e o bom senso deve sempre nortear as relações pessoais. Até que a situação seja esclarecida, a servidora será afastada da função de gerente da unidade.

Em tempo

Esta não foi a primeira vez que Sônia teve prestar esclarecimentos à policia por conta confusões no Rápido. No final do ano passado, viralizou nas redes sociais um vídeo em que ela aparece trocando ofensas com um idoso.

“Velho”, “gordo” e “porco” foram os termos que teriam partido da boca dela, conforme denúncia registrada na PC. A servidora, contudo, se defendeu – dizendo ter sido agredida primeiro pelo contribuinte.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.