Alunos da rede municipal de educação devem terminar a semana sem transporte para frequentar as aulas

Secretário municipal de Educação afirma que pasta irá finalizar um contrato emergencial para atender aos alunos

Augusto Araújo -
Transporte escolar de rede municipal de Goiânia está suspenso há mais de uma semana. (Foto: Divulgação/ Seduc).

A falta do transporte escolar para os alunos da rede municipal em Goiânia deve se estender até pelo menos sexta-feira (19).

À rádio CBN Goiânia, a Secretaria Municipal de Educação (SME) afirmou que espera resolver o quanto antes essa questão, que deixa ao menos 400 estudantes sem o serviço desde a semana passada.

O motivo para isto é o fim do contrato da prefeitura com a empresa Ita Inteligência em Transportes, que fornecia 40 veículos para os alunos.

O órgão da Administração Municipal alega que a companhia optou por não renovar o acordo sem avisar previamente a decisão.

“Essa semana já estamos finalizando um contrato emergencial para que possa atender todos esses alunos que foram prejudicados”, afirmou à CBN o vereador Wellington Bessa (DC), secretário de Educação de Goiânia desde 2021.

O titular da pasta também afirmou que o processo de licitação para a prestação do serviço está aberto desde 2020. Ainda na última sexta-feira (13), a Justiça negou um pedido da Prefeitura para a prorrogação do documento.

À CBN, a empresa de transportes afirmou que o encerramento do contrato, no dia 11 de maio, estava previsto desde o início do acordo e que os veículos e motoristas estão prontos para voltar à circular, assim que for possível.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.