Hamburguerias gourmet viram febre, mas anapolinos não abandonam os x-tudo e pit dogs

'Dogão' e hambúrgueres refinados dividem preferência do público e, claro, há quem goste de ambos

Aglys Nadielle -
X-tudo, preparado nos famosos pit dogs, continuam agradando. (Foto: Reprodução)

Em Anápolis, o número de ‘hamburguerias gourmets’ tem crescido e ganhado espaço no coração dos clientes, mas nem por isso os pitdogs foram esquecidos.

Fernanda Araújo, de 23 anos, é uma das consumidoras assíduas dos sanduíches tradicionais e afirma que um dos motivos que faz gostar mais é que eles normalmente são mais recheados.

“Não tem coisa melhor do que sentar com os amigos para comer em um pit-dog, já é tradição, não tem como”, afirma.

Há também quem prefira o sanduíche artesanal pelo mesmo motivo: a quantidade de elementos. É o caso da engenheira civil Amanda Albernaz, de 28 anos, que gosta de saborear com calma cada ingrediente. “Agrada mais o meu paladar”, ressaltou.

Sarah de Oliveira cresceu junto com a lanchonete da família, que fica localizada no bairro Tesouro, região leste de Anápolis e já possui 20 anos de existência. O carro chefe do local são os conhecidos como “X-Tudo”, mas isso nunca foi impedimento para que eles consumissem hambúrguer gourmet em outro estabelecimento.

“A gente não vê como concorrência, porque meu pai ensinou pra nós que o sol brilha para todos. Aqui perto tem uma hamburgueria que trabalha com os dois tipos e nós somos clientes deles e eles são nossos, então não existe essa rivalidade”, ressalta.

De acordo com Ademildo Godoy, presidente do Sindicato dos Proprietários de Pit Dogs (Sindipit-dog), o famoso ‘dogão’ é parte da cultura de Goiás e, mesmo com a gourmetização, os estabelecimentos sobrevivem.

Para ele, as hamburguerias não são concorrentes das lanchonetes tradicionais. “A gente é muito mais afetado pelas ‘jantinhas’ e pelos aplicativos de entrega, que não é bom para nós”, disse.

Em Goiânia, há o festival Burguer Time, evento acontece dentro de cada estabelecimento participante e oferece ao público um hambúrguer criado exclusivamente para o momento. “Como é algo que só tem aqui, as pessoas que chegam ao aeroporto e querem experimentar”, conta Ademildo Godoy.

Não há, em Anápolis, previsão para que este tipo de modalidade ocorra, de acordo com o dirigente do sindicato.

Para agradar todos

Tem estabelecimento que está de olho nos dois públicos e, por isso, serve tanto o famoso sanduíche de pit-dog quanto o hambúrguer gourmet.

Alexandre Afonso, que trabalha na administração da sanduicheria Mr. Paulo, disse que a ideia é atender tanto os tradicionalistas quanto aqueles com paladar mais refinado.

“Queríamos trazer os dois clientes para a nossa sanduicheria. Tem cliente que só come o gourmet e outros que preferem o clássico. O gourmet, além de mais caro, é muito simples. Geralmente é só o pão, a carne e um queijo diferente com cebola caramelizada”, frisa.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade

+ Notícias