Goiás é o segundo estado no país com mais casos de dengue em 2021

Junto com novas cepas virais, dengue compõem o quadro de aumento de procura por atendimento médico neste final de ano

Augusto Araújo -
Agente combate foco de reprodução do mosquito da dengue. (Foto: Reprodução)

Não é à toa que as prefeituras das maiores cidades de Goiás, Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis, estão tendo que encontrar ferramentas para desafogar as unidades de urgências e emergências dos municípios.

Conforme adiantado pelo Portal 6, cada uma delas precisou se reorganizar para atender a alta de demanda de pacientes neste fim de ano.

Além das novas cepas de Influenza e da Covid-19, o outro motivo é a dengue. Embora seja uma “velha conhecida”, a dengue volta a gerar preocupação em Goiás. O estado é o segundo colocado na tabela do Ministério da Saúde (MS) tanto no índice total de casos quanto na taxa de incidência da doença na população.

De acordo com o último boletim publicado pelo órgão federal, Goiás, com 53,3 mil registros, fica atrás apenas de São Paulo (157,6 mil) no número de contaminados.

Já em relação à proporção de casos da enfermidade causada pelo mosquito da dengue, o estado goiano (742,6 registros/100 mil habitantes) foi superado apenas pelo Acre (1.566/100 mil hab.).

Incidência

Dentre os 246 municípios goianos, Goiânia e Aparecida foram os dois que mais tiveram registros da doença em 2021, acumulando 25% de todas as ocorrências levantadas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Foram 10,5 mil casos na capital e 8,8 mil na cidade vizinha. No total, Goiás teve 73,5 mil notificações (que considera quadros suspeitos, mas não necessariamente confirmados) por dengue ao longo do ano.

Já Anápolis, contabiliza 3.903 casos confirmados – ficando na terceira colocação.

Com essa infestação, os moradores têm procurado de forma intensa os serviços médicos, preocupados não só com a dengue, mas também com as novas variantes de Covid-19 e Influenza A que estão se disseminando em Goiás.

 

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.