Após quase dois anos de atraso, Marginal Botafogo é liberada totalmente para trânsito em Goiânia

Obras no complexo viário custaram mais de R$ 32 milhões aos cofres públicos

Pedro Hara -
Vista aérea da Marginal Botafogo. (Foto: Reprodução/Prefeitura de Goiânia).

Foi inaugurado nesta sexta-feira (13), o Complexo Viário Luiz José Costa, via que interliga as avenidas Jamel Cecílio, Leopoldo de Bulhões e Marginal Botafogo, em Goiânia.

Inicialmente prevista para ser entregue em dezembro de 2020, a obra custou aos cofres públicos R$ 32,5 milhões. A cerimônia de inauguração contou com a presença de Ronaldo Caiado (UB) e Rogério Cruz (Republicanos).

Cerimônia de inauguração contou com a presença do prefeito e do governador. (Foto: Jackson Rodrigues)

Em entrevista coletiva, o chefe do executivo municipal destacou a importância que a liberação do trânsito na Marginal Botafogo trará para os goianienses.

“Essa obra vai trazer grandes benefícios para a nossa cidade, a mobilidade é tudo que nós queremos para Goiânia. A cidade tem se desenvolvido todos os dias, o crescimento é constante e não para”.

O nome do complexo foi definido em homenagem ao cantor Leandro, que fazia dupla com Leonardo e faleceu no ano de 1998, aos 36 anos, vítima de câncer.

Escolhido pelo então prefeito Iris Rezende (1933-2021), o prefeito frisou que em nenhum momento quis rebatizar o local.

“Isso foi discutido na época do Iris, estou mantendo essa pauta, com respeito e transparência. Foi um nome escolhido por ele junto a sua família”, disse.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.