É possível comprar alimentos 100% mais barato diretamente no Ceasa de Goiânia

Gerente da divisão técnica da Ceasa dá dicas para fazer compras estratégicas na central de abastecimento

Emilly Viana -
Como preço é regulado pela lei da oferta, horários mais propícios a valores menores podem variar. (Foto: Divulgação / Ceasa-GO)

As frutas, hortaliças, legumes e pescados podem ser encontrados no mercado das Centrais de Abastecimento de Goiás (Ceasa-GO) com o preço até 100% mais barato que no comércio varejista. É o que garante o gerente da divisão técnica da Ceasa, Josué Lopes.

Apesar da economia, é preciso ser estratégico nas compras. “No caso de uma família de quatro ou cinco pessoas, pode não compensar levar para casa grandes quantidades. Porém, se você reúne amigos ou vizinhos com uma lista em comum, essas mercadorias podem sair pela metade do preço ou menos”, afirma.

Na central, o movimento começa às 04h e dura até, no máximo, o início da tarde. “Se você chega depois das 13h ou 14h, pode não encontrar mais nada. Porém, dependendo do dia, esse fim de feira durante o almoço pode favorecer a negociação com os produtores”, indica o gerente.

Ainda assim, segundo ele, o melhor horário de compras dependerá de cada produto. Um exemplo deste sistema pode ser observado no tomate. “Há dias em que você vai achar uma caixa a R$ 100 e, horas depois, encontrar a mesma quantidade por R$ 130. Em outros, o preço pode cair em 20% ao longo da manhã”, cita.

De acordo com Josué Lopes, a dica é acompanhar as cotações por meio do site da Ceasa. “Aqui é quase como a bolsa de valores, por depender muito de oferta e demanda. Então tem que acompanhar os preços antes e fazer uma aquisição inteligente”, aconselha.

Para ele, o sistema ajuda, inclusive, a identificar possíveis abusos no varejo. “Com essas informações, é possível notar o que está tendo queda ou quando os valores estão aumentando. Se aquele legume tá diminuindo, e nos supermercados e verdurões o preço continua o mesmo, o consumidor pode denunciar”, ressalta.

Por fim, a orientação é ficar de olho no clima. “É um dos principais fatores para aumento e interfere bastante na produção. Há épocas do ano em que nós já sabemos o que sobe e o que desce, basta ficar atento”, completa.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade