PublicidadePublicidade

Estudantes de bairros poderão ter prioridade nas vagas dos colégios militares

Unidades são cobiçadas por apresentarem alto índice de desempenho e baixo custo para os responsáveis

Karina Ribeiro -
Alunos do Colégio Militar Doutor César Toledo. (Foto: Divulgação)

Um projeto de lei que está circulando na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) quer priorizar a admissão de estudantes que morem nos bairros sedes dos colégios militares.

O projeto, de autoria do deputado estadual Wilde Cambão (PSD), pretende alterar uma lei de dezembro de 2001.

Atualmente, as novas vagas são disponibilizadas por meio de um sorteio digital e permite que qualquer pessoa do município possa participar.

As inscrições são gratuitas e online, a não ser para pais que não tenham acesso à internet.

Nesse caso, uma alternativa é deslocar até o colégio militar desejado e realizar a inscrição para participar do sorteio.

Se aprovada, o formato de sorteio somente será aplicado se as vagas não forem totalmente preenchidas por estudantes da redondeza onde está instalada a instituição.

Modelo de ensino

Atualmente são 61 unidades de instituições de ensino militar espalhados por todas as regiões de Goiás.

As unidades são cobiçadas por pais e alunos goianos por terem alto índice de nível de desempenho – pontuadas com aprovação de alunos nos vestibulares mais disputados do país, por colecionarem altas notas no Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb), além de serem considerados com regras mais rígidas e de baixo custo.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade