PublicidadePublicidade

6 doenças que dão estabilidade no emprego e proteção contra demissão

Estabilidade no emprego é uma situação em que o empregador não pode dispensar o trabalhador sem justa causa

Anna Júlia Steckelberg -
Regras valem para todos que trabalham de carteira assinada. (Foto: Reprodução/Agência Brasil)

Você sabia que existem doenças que dão estabilidade no emprego? Basicamente, elas estão relacionadas às doenças ocupacionais ou do trabalho, que resultam no afastamento do colaborador, seja por alguns meses ou até mesmo por anos. Por isso, hoje vamos te apresentar 6 doenças que dão estabilidade no emprego e proteção contra demissão! 

Antes de tudo, esses trabalhadores têm o direito de receber o auxílio-doença acidentário e, por conta disso, possuem estabilidade no emprego.

Assim, quando o trabalhador é acometido por alguma doença profissional (ocupacional) ou doença do trabalho e precisa se afastar de suas atividades profissionais por mais de 15 dias, ele passa a receber do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) o auxílio-doença acidentário.

PublicidadePublicidade

Então, ao retornar às suas atividades profissionais a empresa deve manter o contrato de trabalho por no mínimo 12 meses. Em resumo, essa estabilidade no emprego é prevista pela Lei nº 8.213/91. Além disso, o mesmo vale quando constata-se após a despedida, doença profissional que tenha relação com a execução do contrato de emprego, segundo determina o Tribunal Superior do Trabalho (TST).

6 Doenças que dão estabilidade no emprego:

1. Lesão por Esforço Repetitivo

Em primeiro lugar temos esta é uma doença bastante conhecida entre os trabalhadores. Assim, a LER gera por um determinado movimento repetitivo e prolongado e pode desenvolver-se em qualquer profissão.

2. Surdez

Em seguida, o trabalhador também pode acometer-se pela perda da auditiva, que pode-se estar temporária ou definitiva. Ademais, isso costuma acontecer devido à exposição a ruídos.

3. Distúrbios Osteomusculares relacionados ao Trabalho

A seguir, a postura inadequada que resulta em dor crônica resulta nos distúrbios osteomusculares chamados de DORT. Além disso, se não tratar, essa doença também pode resultar em invalidez.

4. Neoplasia maligna

Enquanto isso, a chamada popularmente de câncer, a neoplasia maligna pode estar relacionada a vários fatores, podendo acometer ossos, órgãos, pele, cartilagens articulares e outras localizações.

5. Dermatose ocupacional

Em seguida, a exposição a agentes nocivos pode causar alterações na pele do trabalhador. Basicamente, o termo dermatose ocupacional é utilizado para destacar várias doenças como dermatite de contato, ulcerações, infecções e cânceres.

6. Asma Ocupacional

Por fim, essa doença costuma ocorrer devido à inalação de agentes tóxicos que causam alergia. Com isso, pode resultar na obstrução das vias respiratórias. Se trata de uma das doenças respiratórias mais comuns que está relacionada ao trabalho.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.