Como aliviar a ressaca após as festas de fim de ano

Ana Teixeira Nutricionista -
Como aliviar a ressaca após as festas de fim de ano
Para evitar que os sintomas aconteçam é preciso prevenir. (Foto: Reprodução/Pexels)

A ressaca é um conjunto de sintomas que surgem após o consumo excessivo de álcool. Quando uma bebida alcoólica é ingerida, parte do álcool é absorvido no estômago, mas a maior parte entra na corrente sanguínea através do intestino delgado. Depois de absorvido o álcool é removido do sangue por meio da oxidação no fígado.

Dores de cabeça, enjoo, mal-estar geral e sede excessiva são os sintomas mais comuns, e acontecem pois a alta ingestão de bebida alcoólica faz com que o fígado não seja capaz de metabolizar todo o álcool absorvido, acumulando a substância que é nociva ao organismo.

Para evitar que os sintomas aconteçam é preciso prevenir. A hidratação é um ponto chave pois o álcool é diurético. O aumento das idas ao banheiro faz com que a pessoa fique desidratada, e quanto maior a excreção urinaria maior a concentração do álcool no sangue, o que favorece a ressaca.

Comer carboidrato é importante pois beber pode causar hipoglicemia, ou seja, reduzir os níveis de açúcar no sangue. Sintomas como cansaço e dores de cabeça são atribuídos ao cérebro pela falta do seu combustível principal – a glicose.

Um cafezinho bem forte também pode ajudar, seu efeito estimulante contribui para maior atividade cerebral e faz com que você se sinta menos grogue.

Vale lembrar que o consumo de álcool em excesso prejudica a sua saúde e existem outras formas de comemorar além da bebida, comer uma comida especial e estar do lado de quem você ama são algumas delas. Se for beber, não dirija! Um feliz ano novo a todos.

Ana Teixeira é nutricionista, formada pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e especialista em Nutrição Funcional. Tem consultório próprio em Anápolis e escreve todas as quartas-feiras no Portal 6. Siga-a no Instagram.

As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as opiniões do site.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.